Afta: conheça causas, tratamentos e como prevenir

A afta é uma ferida que surge na boca ou língua que causa muitas dores e desconfortos

 

Apesar de muitas vezes parecer que a ferida surge “do nada”, existem comportamentos e outros fatores que aumentam significativamente as chances de ela aparecer. 

A úlcera é caracterizada por ter um formato arredondado e ser vermelha, amarela ou branca. Além dos lábios e língua, ela também pode surgir no céu da boca, gengiva e em casos raros, na garganta. Geralmente você estará livre delas em um período de 7 a 14 dias. 

Os pacientes que usam aparelhos fixos estão acostumados com o surgimento dessas pequenas feridas devido às ranhuras das estruturas de metais e a presença de restos de alimentos que favorecem o seu surgimento. Porém quem faz o uso de próteses também pode ter esse incômodo frequentemente. 

 

Hábitos e patologias que favorecem o surgimento de aftas

As aftas podem surgir a partir de pequenas feridas na região bucal. Muitas vezes elas são imperceptíveis até que a úlcera se instale, inflame e cause a dor característica. 

Portanto, se você tem o hábito de escovar os dentes com muita força, pode acabar machucando a sua boca e contribuindo para o aparecimento delas. 

Além dessa hipótese, existem outras causas como a sensibilidade alimentar a alimentos ácidos, chocolate, café e condimentados. Porém você também pode começar a ter aftas a partir de desequilíbrios hormonais (em mulheres), falta de vitaminas, estresse e doenças que prejudicam o sistema imunológico. 

 

Alimentos que provocam mais incômodo

A úlcera causada pela afta causa ainda mais desconforto ao entrar em contato com alimentos que contenham sal, ao ingerir chocolate, molhos azedos ou alimentos picantes. Por isso, vale ficar atento no que você irá ingerir para evitar ainda mais dores. 

 

Principais tratamentos para afta

O paciente poderá utilizar medicamentos tópicos como pomadas que aliviam e protegem a ferida do contato com os dentes e alimentos, ou fazer o uso de medicamentos que ajudem no tratamento mais rápido da afta. Porém em hipótese alguma deve se automedicar. 

Para saber qual das alternativas (ou se deverá fazer a combinação delas) é a mais adequada para você, vale a pena consultar o seu dentista. Ele irá analisar a quantidade, tamanho e recorrência, prescrevendo o melhor tratamento. 

Receba mais dicas e informações a respeito de saúde bucal, acompanhando nosso blog e redes sociais!