Escova elétrica é melhor do que a escova manual?

A escova elétrica tem se tornado cada vez mais acessível e chama a atenção de muitas pessoas. Mas ela é melhor do que a escova comum?

Diante da popularização das escovas elétricas e da presença cada vez mais constante da tecnologia em nossa vida, uma nova onda de interesse surgiu neste produto. Mas será que realmente vale a pena? Conheça tudo em detalhes.

 

Principais diferenças entre os dois tipos de escovas

A escova de dentes manual possui diversos tipos de cerdas e tamanhos de cabeça para que se adeque a região bucal de todos os usuários. Ela precisa que o usuário tenha uma boa técnica de escovação para prevenir o surgimento de cáries e placas. 

A escova elétrica, por outro lado, torna a higiene bucal mais facilitada pois alcança todas as regiões da boca com uma cabeça pequena que se encaixa em todos os espaços. 

Porém independente de qual modelo você escolher, é preciso se atentar ao fato de que se a escova não percorrer toda a extensão dos dentes, você poderá ter problemas bucais futuramente. 

Algumas escovas elétricas possuem diversos recursos que vão de intensidade de vibração até a informar quando a escovação acabou. Mas estas funcionalidades são muito mais um luxo do que necessidade. 

Outra diferença relevante entre os produtos é que a diferença de valores entre os dois produtos pode ser bem expressiva, principalmente no mercado brasileiro que ainda importa muitos desses produtos tecnológicos. 

 

Quando a escova elétrica é realmente indicada?

Apesar de ter um valor mais alto, a escova elétrica pode ser a mais adequada em alguns casos específicos. Para crianças que possuem muita dificuldade em utilizar uma escova manual e correm o risco de desenvolver doenças bucais e também para pacientes que tenham dificuldades motoras. Nestes casos, a escova elétrica pode ser a mais indicada para uma higiene completa, podendo até mesmo dar independência a esta pessoa no momento da escovação.

E você, já usou uma escova elétrica?