Perda óssea dentária: sintomas, causas e tratamentos

A perda óssea dentária afeta a auto estima e, principalmente, a saúde do paciente.

Esta é uma doença séria e que precisa ser tratada rapidamente. A perda óssea dentária afeta a estrutura óssea bucal e pode causar problemas ainda maiores que vão além da estética. Para explicar de maneira simples e objetiva, a perda óssea dentária diminui os ossos ao redor dos dentes causando dores e desconfortos diários. 

 

Sintomas

A boa notícia é que você conseguirá perceber facilmente se algo está errado. Entre os sintomas mais comuns a que você precisa estar atento estão a sensibilidade e a mobilidade dos dentes, inflamação, vermelhidão, retração e sangramento da gengiva (sendo possível até mesmo ver um espaçamento entre dentes e gengiva) e mau hálito. O agravamento deste quadro pode resultar na perda de todos os dentes . 

É importante que você, além das consultas periódicas, vá ao dentista caso note qualquer um destes sinais. 

 

Causas da perda óssea dentária

A perda óssea dentária geralmente ocorre em pacientes que possuem histórico de problemas periodontais ou que não tenham uma rotina de higienização adequada. Pessoas com esta doença geralmente sofrem com a infecção e inflamação da região que sustenta a gengiva e os dentes. 

 

Tratamentos

O protocolo exato de tratamento depende do estágio em que a perda óssea dentária se encontra. Porém para todos os pacientes existe algo em comum: a limpeza cuidadosa de toda a região afetada. Depois, o especialista irá apontar qual a melhor maneira de tentar reverter o quadro do paciente. Os tratamentos podem incluir enxerto ósseo, medicações utilizadas para tratar a osteoporose e a regeneração óssea à laser. 

 

Prevenção

Os cuidados para evitar esta doença são muito simples: mantenha a higiene bucal sempre em dia, consulte regularmente o dentista de sua confiança para fazer check-ups periódicos e caso perceba qualquer sintoma, agende imediatamente uma consulta.