Saúde bucal e gravidez: conheça os cuidados que você deve ter

Muito se fala sobre o pré-natal, porém poucos sabem a importância das visitas ao dentista durante a gravidez

Exames de sangue e ultrassonografia fazem parte da rotina da gestante. Porém consultas ao dentista mais frequentes também deveriam ser feitas nesse período. Isso porque mulheres grávidas possuem mais riscos de terem doenças bucais que podem trazer outros problemas de saúde.

Alguns estudos até comprovam a relação entre problemas gengivais, cáries e inflamações bucais da mãe ao nascimento de bebês prematuros ou abaixo do peso. Caso a sua gravidez seja planejada, o ideal é agendar uma visita antes de engravidar e verificar se existe algum problema bucal que necessite de tratamento e não possa ser feito durante a gestação e faça todos os procedimentos necessários. 

 

O que ocorre durante a gestação?

A grande produção de hormônios pode afetar a produção de saliva e aumento na acidez da boca. Dessa forma você ficará mais propensa a ter problemas como a desmineralização dos dentes e cáries. Outro problema influenciado pelos hormônios tem a ver com a dilatação dos vasos sanguíneos que favorecem o aparecimento de gengivites. 

Como medida de precaução, vale investir em uma alimentação rica em frutas, verduras e integrais, passar o fio dental e escovar os dentes ao menos três vezes ao dia e comparecer a consultas regulares no dentista. Importante ressaltar que a higiene bucal também precisa ser feita sempre que a gestante tiver a ocorrência de vômitos.

 

Consultas odontológicas no período da gravidez

É preciso evitar ao máximo a necessidade de procedimentos durante o primeiro trimestre da gestação. Tratamentos necessários são recomendados durante o quarto ao sexto mês, cuidando para que não sejam necessárias consultas durante o último trimestre. Elas podem ser estressantes, causar complicações pré-natais. 

Ao agendar o horário, lembre-se de informar sobre a gestação. Os procedimentos, tratamentos e até mesmo a condução da consulta podem mudar devido a esse fator.

Alguns anestésicos e medicamentos também não podem ser receitados. É essencial que, caso o médico prescreva algum medicamento, a dosagem seja seguida à risca. Qualquer alteração pode representar perigo para você e o bebê.  

 

Alguns mitos entre saúde bucal e gestação

Fique tranquila, seus dentes não irão enfraquecer. E para que eles permaneçam saudáveis por muitos anos, basta seguir as recomendações médicas. 

O uso de anestésicos não é proibido, porém é reservado apenas a tratamentos de emergência. Não recomendam-se procedimentos estéticos durante esse período.

 

Você gestante, está com as consultas em dia?

Não deixe de fazer esse acompanhamento que é essencial para a sua saúde e do seu bebê. Agende uma consulta e seja atendida por profissionais extremamente qualificados que certamente poderão te ajudar!